Procurar um advogado do consumidor pode ser a maneira mais simples de resolver um determinado problema. Se a empresa que prestou o serviço ou vendeu o produto não mostra qualquer abertura para solucionar o problema, o advogado poderá resolvê-lo com mais facilidade do que imagina. Veja em seguida como encontrar e escolher um especialista em Direito do Consumidor.

Procure na internet

A publicidade de advogados tem limites, mas a internet é, antes de mais nada, um meio de procurar informação. Aliás, os usuários mais antigos têm saudades do tempo em que a internet tinha pouca ou nenhuma publicidade e era um meio de compartilhar informação da mais variada. Uma boa busca online permitirá encontrar dados de contato de advogados que sejam especialistas ou pelo menos estejam associados ao trabalho de defesa do consumidor. O site da OAD pode ser uma ajuda.

Procure junto de familiares e amigos

Nem sempre a opinião de familiares e amigos é recomendável para escolher um produto ou serviço. A opinião pode ser deformada pelas circunstâncias pessoais da pessoa que faz a recomendação. Mas no caso específico do advogado do consumidor, e sendo por vezes difícil encontrar outras referências, essas podem ser aproveitadas com vantagem. Quem já conhece e usou dos serviços de um certo advogado, terá algo a dizer sobre ele.

Preços

Vá direto nesse assunto – ou pelo menos não saia do escritório do advogado sem ter isso bem esclarecido. Caso contrário, pode concluir que o trabalho do especialista é demasiado dispendioso em relação ao benefício que poderia oferecer.

Diálogo aberto

A conversa com o advogado é igual à que se tem com o médico ou até o mecânico. É preciso falar da forma mais aberta possível para que o especialista possa ajudar. Se você vai omitir uma parte, isso acabará por influenciar o diagnóstico da situação e se virar contra você mais tarde, durante o processo.